Entenda técnicas por trás do marketing político bem-sucedido de João Doria

Por: | 12:24 4 comentários
No marketing, nada é isolado. Quando estamos falando de algum caso bem-sucedido, geralmente existe uma enorme diversidade de fatores que influenciam no referido resultado positivo. No entanto, uma boa estratégia com coordenação e persistência pode alcançar patamares surpreendentes. Atualmente, no que diz respeito à política, é impossível ignorar o caso de marketing que se tornou o prefeito de São Paulo, João Doria, do PSDB. Neste texto, vamos tentar ser diretos sobre o ponto que queremos analisar: o desempenho de Doria como persona política dentro do ponto de vista da comunicação.


O aviso tem que ser escrito, pois vivemos um momento de paixões inflamadas. Após cinco meses ocupando a chefia do Executivo da cidade de São Paulo, o empresário e ex-apresentador de televisão está no olho do furacão, com fãs apaixonados e ferozes detratores. A ascensão dele é notável, de candidato inexperiente na política a possível candidato à Presidência da República em 2018. A primeira coisa que podemos observar é o discurso alinhado com um sentimento que permeia a sociedade brasileira como um todo atualmente: a antipolítica. "Não sou político, sou gestor", disse em repetidas ocasiões o candidato. Existe um descontentamento generalizado com as correntes políticas tradicionais e um esgotamento de lideranças carismáticas. Figuras como Doria - e Donald Trump, também ex-apresentador de televisão - aproveitaram esse vácuo para surfar no discurso do senso comum.

Doria afirma dormir 3 horas por dia; usa uniforme de gari; encarna o discurso anti-petista; cumpre a promessa de doar o salário de prefeito; responde às críticas com celeridade; tem uma equipe ativa e presente nas redes sociais... está jogando bem direitinho em cima do cenário atual. Ah, não podemos esquecer que Doria é jornalista e publicitário. Encontrar elogios rasgados na fanpage dele com 2 milhões 670 mil curtidores é uma tarefa simples. Mensagens como: "Chega a ser inacreditável a eficiência da sua gestão! Um grande abraço e continue assim, estamos sempre ao seu lado!"; "É João Dória! Você é o CARA! Continue com esse coração de ser humano! Jamais tenha um coração de politico!" são abundantes. É claro que há críticas negativas também, mas certamente ficam bem atrás em quantidade e entusiasmo.

Podemos citar um dos nomes mais importantes mundialmente do marketing, o norte-americano Philip Kotler, na tentativa de entender melhor a estratégia do prefeito de São Paulo. Segundo Kotler, o marketing é uma forma de comunicação e troca com os clientes, mas não se restringe aos produtos comerciais. Políticos também podem se servir dessa ideia, entregando ao eleitor (entendido nesse contexto como um cliente, um consumidor) uma proposta de alto valor. No caso de Doria, ele se compromete a devolver qualidade aos serviços públicos, mirando e acertando num conceito-valor que representa uma carência geral na administração pública. "O empresário trabalhador que entende o valor de bons serviços no dia a dia da população". É uma premissa altamente sedutora.

Caso Amazon

Uma das polêmicas do governo Doria até o momento é a questão do grafite e pichação pela cidade. O prefeito, em ação do programa "Cidade Linda", pintou de cinza muros grafitados da Avenida 23 de Maio e declarou "guerra aos pichadores". Uma das críticas que surgiram em consequência foi da empresa Amazon. Um vídeo publicitário da marca divulgado na Internet começa com a frase “Cobriram a cidade de cinza?” e continua com citações de escritores projetadas sobre muros e paredes da cidade. No final, a propaganda encerra: “A gente cobriu o cinza de histórias” e apresenta um aplicativo produzido pela companhia que possibilita a leitura de livros eletrônicos.

Muro da Avenida 23 de Maio após ação de João Dória | Foto: Agência Brasil
Imediatamente, Doria reagiu e qualificou a empresa como oportunista. Adivinha qual a reação fez mais barulho? Isso mesmo, a de Doria. Após a polêmica, algumas empresas se dispuseram a doar livros e equipamentos de tecnologias para escolas públicas de São Paulo. E uma parcela dos internautas passou a "atacar" em massa os anúncios da Amazon com muitas reações negativas e palavras duras nos comentários.

Ainda não sabemos qual será a estratégia de longo prazo do atual prefeito de São Paulo e nem como vai se desenrolar o caldeirão político do nosso país daqui para frente. Mas podemos afirmar com segurança que a partir do momento em que há acertos no discurso e coerência, o marketing político pode trazer muitos frutos para o candidato.

4 comentários: Deixe o seu comentário

  1. Ótimo texto, Tamyres! Vc conseguiu trazer aos leitores uma reflexão do ponto principal do texto, que é o papel do marketing político nisso tudo. Nada está sendo feito pelo João Dória e equipe sem muito estudo e planejamento antes. Inclusive, eles devem estar lendo isso porque devem ter um puta monitoramento! Rsrsrs
    Paula Lima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Paula! Que bom que você gostou!

      Excluir
  2. Excelente análise do Sr. PrefeiTop!

    ResponderExcluir